Clique aqui e descubra mais do seu próximo destino. #seuproximodestinoalagoas

Página oficial do Turismo de Alagoas
Cover
Ícone aventura Turismo Alagoas

Caminhos da fé: conheça o turismo religioso em AL

Ainda no início dos anos 80, Caetano Veloso já cantava “Andar com fé eu vou, que a fé não costuma faiá” e a crença nela e nas mais diversas religiões leva milhares de pessoas a viajar pelo mundo. No Brasil não é diferente, o turismo religioso cresceu 61% nos últimos dez anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Alagoas não fica de fora deste segmento, já que da beira do São Francisco ao Agreste alagoano, o estado conta vários atrativos e celebrações religiosas.

Na histórica e bela Penedo, distante 170 km da capital Maceió, acontece a maior celebração à Bom Jesus dos Navegantes, sempre celebrado em janeiro, com procissão fluvial pelo leito do Rio São Francisco que atrai milhares de pessoas - cerca de 60 mil visitantes - à cidade. A arquitetura barroca, herança dos colonizadores portugueses e holandeses, embeleza a passeata religiosa pelo centro histórico da cidade.

Paralelamente às celebrações religiosas, shows de artistas reconhecidos nacionalmente também movimentam a cidade. Aproveitar a data também para conhecer as igrejas, museus e praças do centro histórico Penedo também é uma excelente pedida. A gastronomia e o artesanato do município também são imperdíveis. Outras cidades ribeirinhas da região também contam com celebrações a Bom Jesus dos Navegantes, ainda que em menor proporção, como Pão de Açúcar e Traipu.

Em Palmeira dos Índios, na região Agreste do estado, distante 140 km de Maceió, milhares de romeiros celebram Frei Damião - em seu Santuário na cidade - e o Cenáculo de Maria, sempre em meados de dezembro. Cerca de 40 mil pessoas costumam estar no município nesta época, sempre participando de celebrações religiosas, procissões e shows católicos.

Outro atrativo simbólico da cidade é o Cristo de Coiti, instalado no alto da Serra de mesmo nome, a mais de 500 metros acima do nível do mar. O pôr-do-sol por lá é imperdível e atrai cerca de 300 turistas todos os dias, durante a temporada de verão. A Prefeitura local faz uma série de atrações quinzenais com música ao vivo e apresentações culturais. Para consultar a programação, basta ligar na Secretaria de Turismo da cidade no telefone (82) 99932-6700.

Também no Agreste alagoano, outro ponto turístico religioso importante é a Cidade de Maria, em Craíbas, município a 150 km de Maceió. Construída em 2006, o local ficou conhecido por ser uma área de peregrinação e oração. Hoje conta com uma santuário de Maria e, em breve, com um espaço dedicado à Nossa Senhora Aparecida, com uma réplica do Santuário de Aparecida, em São Paulo.

Cenográfica, a Cidade de Maria tem capacidade para 20 mil pessoas na plateia composta por 12 palcos elevados que reproduzem lugarejos, casebres, templos e ambientes da época de Jesus, além de cenários naturais ornamentados com pedras que imprimem um realismo à cena. Nela, já foram contracenadas a Paixão de Cristo, na Semana Santa, e O Nascimento de Jesus, no Natal.

Considerada a capital do Agreste, Arapiraca também tem seus atrativos de turismo religioso. Fundador da cidade, Manuel André, deixou dois grandes eventos religiosos como legado à cidade: a caminhada ao Morro Santo da Massaranbuda e a Cavalgada de Nossa Senhora do Bom Conselho. O primeiro faz milhares de fiéis caminharem todos anos, na Santa-Feira da Paixão, cerca de 6,5 km da Catedral, localizada na parte central da cidade, até o Alto do Morro, em orações e louvores a Jesus Cristo.

A cavalgada acontece em alusão ao Dia da padroeira da cidade, Nossa Senhora de Bom Conselho. Ela tem início ainda na cidade pernambucana que leva o nome da Santa e os fiéis percorrem a cavalo toda a distância até Arapiraca em romaria, passando por várias cidades de Pernambuco e Alagoas. O evento acontece há 17 anos.

 

 

 

Já em Pilar, na região Metropolitana de Maceió, o atrativo é Santo Cruzeiro e Complexo Cultural e Religioso Dilma Moreia Canuto, recentemente inaugurado. Com um estátua de 24 metros de Nossa Senhora do Pilar, o lugar - com vista privilegiada para a Lagoa Manguaba - o lugar é ponto de peregrinação e orações de devotos de todo o estado. O espaço conta ainda com peças feitas em barro pelo mestre artesão João das Alagoas que retratam a Via Sacra, reconstituição religiosa do sofrimento de Jesus Cristo até o calvário.

Nossa newsletter

Cadastre-se e receba nossos informativos com as principais novidades e destaques

Turismo Alagoas
Siga-nos Youtube Turismo Alagoas Instagram Turismo Alagoas Facebook Turismo Alagoas